Urban

Sprints e Meetups / Open data day recife 2020

Open Data Day Recife 2020

Open Data Day Recife traz múltiplas perspectivas sobre uso de dados abertos


Ana Cecília Vieira

Pelo segundo ano, Recife fez parte da iniciativa global que reuniu mais de 300 eventos ao redor de todo mundo no último 07 de março, o Open Data Day. Foi realizado o maior Open Data Day Recife em linha reta da América Latina, tendo ocorrido dois eventos, um no turno da manhã promovido pela Women in Data Science Recife (WiDS Recife) e o Instituto de Pesquisa em Direito e Tecnologia do Recife (IP.Rec), e outro no turno da tarde organizado pelo Pernambuco Transparente.

Os eventos tiveram como objetivo ressaltar a importância da abertura de dados e incentivar o reuso pelo governo, empresas e sociedade civil. O Open Data Day Recife organizado pela WiDS Recife e IP.Rec, teve como como principais apoiadores a empresa NeuroTech e a Pró-Reitoria de Comunicação e Tecnologia da Informação da Universidade Federal de Pernambuco (PROCIT) e apresentou perspectivas de diferentes atores do ecossistema de dados recifense. A primeira palestra foi com Edna Jatobá, coordenadora executiva do GAJOP, ONG que atua na promoção e defesa dos direitos humanos, atualmente com status consultivo especial no Conselho Econômico e Social (ECOSOC) da ONU. Sua apresentação deixou evidente a importância da abertura de dados da Secretaria de Segurança Pública de Pernambuco para dar transparência às ações realizadas por parte do Governo do Estado, assim como para incentivar o aumento da participação da sociedade no desenvolvimento de políticas de segurança.

ODD Recife 2

Em seguida foi apresentado por Caio Scheidegger, pesquisador do IP.Rec e Coordenador do Laboratório de Inovação Digital em Mobilidade Urbana no Porto Digital, o projeto Aetrapp, que visa oferecer autonomia à população no combate ao mosquito aedes aegypti. Essa experiência tem incentivado comunidades a desenvolverem armadilhas para captura de larvas do mosquito, as quais tornam-se pontos de coleta de dados para o aplicativo, formando uma grande rede para identificação dos focos do mosquito.

Por fim, foi realizada uma roda de diálogo composta pelos palestrantes, Ciara Alves - jornalista de dados, diretora-executiva do Jornal do Commercio e coordenadora do projeto #UmaPorUma - e Breno Alencar - Coordenador de Gestão de Projetos estratégicos na Empresa Municipal de Informática (Emprel), instituição responsável pelo Portal de Dados Abertos do Recife. Através da fluida mediação de Emídia Felipe - Community Manager da Comunidade Neurolake -, o debate apresentou perspectivas das diferentes partes integrantes do ecossistema de dados, sendo muito enriquecedor perceber a relevância do tema tanto por parte dos produtores, quanto dos consumidores de dados, tendo em vista a construção de uma sociedade mais participativa quanto ao desenvolvimento de políticas e práticas para melhoria social.

Já o Open Data Day Recife: Dados Abertos para um Futuro Melhor, evento realizado no turno da tarde, promovido pelo Pernambuco Transparente, teve como foco o debate de temas como cidades inteligentes, fiscalização de gastos públicos e mapeamento aberto, além de um painel especial sobre jornalismo de dados.

Um dia inteiro dedicado ao tema foi pouco para a quantidade de abordagens possíveis. Ficou a sensação de que precisamos aprofundar o diálogo e fomentar mais eventos na região para tratar sobre o tema.

ODD Recife 3

View Open Data Day Recife 2020 →